Volátil Pinacoteca

Séries e animes de veraneio

Posted on: dezembro 27, 2010

Eu vejo seriados demais. Duvida? Dá uma espiada no meu Orangotag. Sem contar os animes que lenta e gradativamente estou adicionando no meu Anime Planet. Mas eu tenho aquele nervoso de querer consumir toda a cultura que eu puder, mesmo que de vez em quando seja cultura inútil, e estou sempre querendo ver coisas novas. Por isso, a cada verão, quando as séries entram em hiato, eu acabo incorporando mais umas várias à minha já gorda to-watch list. Ano passado eu fiz devorei Gossip Girl, a quinta temporada de Lost (que eu tinha parado de ver por ter me irritado, mas me redimi e fiquei em dia para a última temporada) e How I Met Your Mother. No meio do ano, me rendendo às fotos da linda Christina Hendricks e seus vestidos maravilhosos, assisti Mad Men e voltei ao mundo dos animes com Death Note.

Nesse verão, acabei adotando mais algumas séries e animes: K-On!, Boardwalk Empire, Nana, Panty & Stocking with Garterbelt e Modern Family. Até agora, estu curtindo todos eles, então resolvi compartilhar as primeiras impressões.

K-On!

Anime no maior estilo ai-que-bonitinho-coisinha-mais-cuti-cuti-do-universo. Menininhas do colegial que resolvem montar um clube de música, formam uma banda, se tornam amigas e tomam chá com doce. Só isso.

Tem músicas grudentinhas e que te fazem se contorcer de fofura, como a  Don’t Say Lazy (tema de fechamento da primeira temporada) e uma outra que eu não lembro o nome, mas que a letra diz algo parecido com quando eu te vejo, meu coração faz toki-doki. É muito amor.

Basicamente, é um anime pra quem gostou de Sakura e similares. É bobinho, mas tem altas doses de felicidade.

Boardwalk Empire

Começa que é uma série do HBO, o que já é indicativo de qualidade. Com o produtor do The Sopranos (que eu não vi, mas já li elogios rasgados). Piloto dirigido pelo Scorcese. História de máfia. Fotografia linda.

Vi só um episódio e já estou perdidamente apaixonada. Ainda não vi mais por que é necessária uma certa concentração que eu não tive o tempo nem a vontade pra dispensar, ainda mais no calor infernal que fez em Porto Alegre nos últimos dias.

Eu só vou ficar muito feliz no dia que eu parar de confundir o Steve Buscemi com o  Christopher Walken. Não é agradável ver o Cavaleiro sem Cabeça em todas as cenas – principalmente quando não é nem o ator que o interpretou que está na série.

Mas quer uma dica? Assiste e não discute.

Nana

Duas meninas com o mesmo nome, Nana, mas com personalidades bem diferentes, acabam indo morar juntas por pouco mais que casualidade.

É um anime de enredo realista, cotidiano, apesar do traço alongado e elegante. A história é agridoce, mais pendendo pro triste, mas cheia de momentos engraçados. Trilha sonora muito boa, cheia de J-rock e um pouco de J-pop. É bem longo, estou mais ou menos na metade mas me arrastando um pouco para ir adiante por que me identifiquei muito com as duas protagonistas (me sinto uma mistura das duas) e não estou com muito ânimo pra assitir nada que tenha minimamente a ver comigo.

Mas é um ótimo anime e eu recomendo.

Panty & Stocking with Garterbelt

Duas anjinhas que querem voltar pro céu e pra isso precisam chutar a bunda de espíritos malvados. Uma das anjinhas é viciada em sexo, a outra é viciada em doces e fala um palavrão atrás do outro.

O traço é estilo cartoon, o que faz parecer que as Meninas SuperPoderosas encontraram a indústria pornô e aí esse anime surgiu. São só 13 episódios, cada um dividido em duas histórias. Eu ri o tempo inteiro, seja pelas sacadas engraçadas ou pelo nonsense mesmo.

Muito bom pra quando você quer algo que seja engraçado, mas não faça o mínimo sentido.

Modern Family


Estou atrasada, estou atrasada, estou atrasada. Coelho Branco mode on. Comecei a ver ontem e já devorei os três episódios que tinha – e quero mais, pra ontem. A série é uma delícia, apesar de ter um plot bem comum: mostrar que de perto, ninguém é normal.

Mas Modern Family faz isso de uma forma tão doce, tão tranquila, que não tem como não amar. A gente sempre conhece alguém parecido com os personagens, o que deixa tudo ainda mais gostoso.

Eu ainda quero terminar de ver My Name is Earl, House (que era uma das minhas séries preferidas, mas no final da quarta temporada eu me irritei profundamente e abandonei) e começar Vampire Diaries (por insistência do meu digníssimo namorado, por mais que eu ache que aquilo lá é Malhação com vampiros).

Não, eu não durmo, não trabalho, não como, não saio no sol e não tenho amigos.

Anúncios

5 Respostas to "Séries e animes de veraneio"

Déa, vou te dizer que eu tentei gostar de K-On e não curti. Não consegui. E olha que tenho anime pra caramba pra ver agora no verão nos meus hds.:/ Sou a louca dos animes.
Nana é triste. O anime terá continuação um dia, já que quando fizeram, o mangá tava na metade, e deu uma pausa de um longo tempo e tem saido aos poucos no japão. Mas se tu te interessar, procura o mangá na net que tá bem além de onde pára o anime. Eu parei de ler no capitulo 70 e algo, pq fica cada mais vez mais dramático, mas é lindo.
Deixo uma sugestão, cujo review tá nos meus drafts do blog pra terminar… High School of the Dead. Tem um bocado de fan service, mas, apesar disso, é um excelente anime de zumbis, muita ação, algum romance, momentos tensos mas bastante comédia também.:)

Vivi, eu amo coisas que me fazem me contorcer de fofura. Acho que é por isso que eu gosto de K-On! Mas é mega bobo, eu entendo quem não gosta. Mas tu tá falando com uma menina que gosta de Hamtaro e Chii’s Sweet Home, então eu não sou parâmetro.

Nana é triste DEMAIS. O Pinky tem o mangá até mais ou menos a metade do que foi lançado no Brasil e eu estou naquelas se leio ou não. Acho que vou deixar pra depois, apesar de já ter visto mais alguns eps do anime. Eu tô adorando, mas como eu disse, acabo me identificando e às vezes acabo arrasada. Influenciável, eu? Imagina 🙂

Anotarei a tua dica. Tô numa fase mega de zumbis, hahahaha! Deve ser bom!

=****

Déa, eu também adoro coisas fofinhas. Adoro Hamtaro, tenho um de pelúcia que ganhei de um ex.:) Aliás, se tu adora fofura, assista hanamaru youchien ou hanamaru kindergarten em inglês. E procure no youtube pelo vídeo panda neko taisou, panda neko dance. É o anime mais fofo de todos os tempos!!!

Nana é muito triste e também super me identifico. Sabia que tem 2 filmes com atores e atrizes de verdade? eu tenho os 2… se quiseres, combinamos um happy hour essa semana e te levo os 2 filmes.:D Aliás, quando meu último namoro acabou, assisti o 1o filme 1000x, me lavava chorando, mas me ajudou a me recuperar e as músicas sai ainda mais bacanas que as do anime!:)

E veja high school of the dead, sim. Tem o mangá pra vender no Brasil. Vale MUITO a pena.:)

meu.
VEJA HOUSE.
não entendi teu desapontamento como final da quarta. uma hora dessas se a gente se achar online, conversamos. mas vou repetir: VEJA HOUSE.
não me lembro muito da quinta, mas o season finale da quinta e a sexta temporada são diversas explosões no cérebro.
e a sétima não está deixando a desejar.

Eu me decepcioneu com House por que eu AMAVA a Ambicious Bitch. Tipo, muito. E achei idiota o jeito como ela morreu (pronto-falei-spoiler-pra-quem-nao-viu). E vi o iniciozinho da quinta, o Wilson arrasado, o House alucinado, aí mandei um belo dedo médio na cara da série.

Preciso dizer que tô arrependida? Vou ver agora no verão, junto com todas as outras. Vou aproveitar e completar a coleção de DVD’s (sim, eu tenho as 4 primeiras temporadas). Nem faz sentido baixar tudo, se eu vou comprar de qualquer maneira. Amor antigo, sabe.

=****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Um blog sobre tudo, nada ou o que me der na telha. Volátil.

Twitter

%d blogueiros gostam disto: