Volátil Pinacoteca

Archive for the ‘Produtos’ Category

Quebrei minha capinha do iPhone a pouco tempo, e eu tenho fobia de andar com ele sem capinha. Coordenação motora não habita nesse corpinho e ter um celular todo feito de vidro não é algo que me deixe exatamente segura.

Aí que minhas opções eram pagar mais de 100 reais numa capinha aqui no Brasil ou esperar três meses pra chegar uma comprada no Deal Xtreme. And I said no, no, no. Até que no sábado eu passei numa lojinha de conveniência e vi essa promoção: uma carteira de Malboro + uma capinha de iPhone4 por 10 reais.

Mimimimimi isso é apologia ao fumo, eu nem fumo, cigarro é feio, mau e fedorento, mimimimimimi. Toca os cigarros na privada ou dá pra um amiguinho, whatever. Pra mim, é uma capinha de iPhone bonitinha a 10 pilas.

Não sei se tem outros modelos, não sei se a promo vale pro Brasil todo e obviamente a Malboro não está me pagando um centavo pra fazer propaganda pra eles. Só achei legal e resolvi compartilhar. Fica a dica.

Eu nem ganho pra fazer propaganda por aqui, mas olha, eu sou uma pessoa super legal e bacana e gosto de dividir tudo que há de bom no mundo com os meus amiguinhos. E esse picolé que eu vou falar agora não é meramente um doce. É felicidade no palito, sem um pingo de duplo sentido.

Conheci os sorvetes da Diletto por que a Vulgo, marca hypada aqui de Porto Alegre, colocou freezers deles nas suas lojas. Meu namorado, diretor de arte, ficou indócil pela embalagem: era bonita demais pro produto não ser bom. Tinha que ser bom. Era promissor demais. Só que acabávamos nunca indo na Vulgo, acabamos esquecendo. Até que nos deparamos com o freezer verdinho no Boubon Country, escondido lá na área dos congelados. Não tivemos dúvidas: Framboesa pra mim, Sorbet de Chocolate de Origem pra ele.

Sabores: clica que aumenta

Sabe quando você sente fogos de artifício explodindo nas papilas gustativas? Sabe quando se sente dentro de um desenho animado, que dá vontade de sair pululando e gritando hip hip hurra? Os picolés da Diletto tem gosto de antigamente. Não é gosto de infância: eu fui criada com picolés Yopa e Kibon, que tem pérolas do gosto artificial do naipe de Exagelado e picolé de Chambinho. É gosto de uma época que eu não vivi, gosto de sorvete feito em casa, gosto de cuidado e pitadas de alegria. A embalagem com o urso feliz também ajuda muito: tem um charme vintage sem ser boboca.

O site da Diletto é feito em flash e tem música tocando no fundo, mas é tão querido, tão meigo, tão amor que a gente perdoa. Tem todos os pontos de venda lá. Garanto que pelo menos na rede Bourbon e na Vulgo têm.

Se ainda não provou, faça esse favor pra si mesmo e prove. Não é sempre que felicidade vem tão fácil, empacotada de um jeito tão bonito.

ATUALIZADO: os sabores mudaram, o cardápio atualizado está nesse post.

Saiu o Release Candidate do Firefox 4!

Estamos muito perto da versão final. Como diria Barney Stinson, esse versão será legen…

 

wait for it

…dary!

Está disponível para todos os sistemas operacionais, então não tem desculpa pra não testar. É só baixar aqui, usar, dar um feedback (pelo próprio Firefox, na ferramenta de Feedback embutida). E se gostar, espalhar a notícia.

Ah, sim: achando algo errado, pode deixar um comentário na notícia oficial no Mozilla Blog ou logar no Bugzilla.

Save the web.

Eu amo gatos, assim como 98,76% das pessoas que têm acesso à Internet. Adoro LOLCats, fico com cara de imbecil vendo fotinhozinhoinhas-owwwn-que-bonitinhas de bichanos com legendas em inglês pré-escolar.

Um dos achados mais legais nos últimos tempos foi o Cat versus Human. Tem o Tumblr e o Blog, ambos com as mesmas tirinhas e, na real, o mesmo conteúdo. Assine o que você achar melhor. Existem pessoas que gostam de dar diversas opções ao mundo.

As tirinhas mostram o mundo mágico das pessoas que amam seus gatos e mostram como ele mandam na casa, fazem o que bem entendem, destróem nossos cabos e vestidos e continuam sendo fofamente adorados.

Outra série que faz isso com maestria é a Simon’s Cat. O Simon é um cara que faz animações e que tem um gato. Aí ele resolveu fazer animações inspiradas no gato dele. E são perfeitas.

E um brinde pros loucos pela gata sem boca mais fofosa do Japão: a loja da Sanrio tá com promoção de novo, e dessa vez é a torradeira meu-deus-coisa-mais-querida.

Notem a ironia fina da coisa: uma torradeira de uma gata-sem-boca. Mas se existe Café Sanrio, onde vendem bolinhos e chocolates da gata-sem-boca, o que é uma torradeira? Que eu tô falando, japoneses produzem desenhos animados pornôs onde meninas fantasiadas de coelhos fazem amor com tentáculos, por que eu me preocupo com a falta de noção de torradeiras da Hello Kitty?

Fato é que a loja é confiável, por que eu comprei um caminhão de tralhas e ela me entregou direitinho da outra vez. Eu queria a torradeira bonitinha, mas estou em contenção de gastos por que vou comprar um Play3 e tralalá eu sou uma pessoa mais feliz que vocês.

Pra garantir pra todo mundo que eu recomendo coisas que eu conheço, ou que eu acredito que sejam legais, vou mostrar o resultado do descontrole na loja da Sanrio, do qual eu falei em outro post.

regatinha super fashion

Eu comprei a camiseta GG por que o site não tem tabela de tamanhos e é melhor ser maiorzinha do que ficar pequena. E também por que já comprei algumas camisetas cujo tamanho no meu tempo eram tamanho P, mas eu tenho quase certeza que trocaram a etiqueta para GG enganado e me mandaram. O fato é que ela ficou um pouquinho larga, mesmo eu usando bem soltinha, e provavelmente eu compraria uma próxima G. Isso numa garota de 1,67m e não interessa quantos quilos.

bag, bloquinho e caneca

A totem bag nada mais é que uma ecobag metida à besta. O bloquinho é um amor, com folhas coloridas e decoradas, que eu provavelmente guardaria como papel de carta quando criança. E a caneca, bom, é uma caneca, né. Dá pra tomar café, água, chá e vai ficar na firma, embelezando a minha já abobada mesa com mais uma dose de amor e carinho nipônico.

Esse post é também por que eu estou numa falta de assunto hoje que só vendo. Comecei a fazer o curso de humor na Perestroika (aka Set Up, em breve resenha dele também) e meu cérebro está totalmente voltado para os conceitos mind-blowing que a gente viu na aula. E como eu ainda não quero arriscar nada nesse aspecto e minha outras idéias não estão concatenando, não é hoje que esse blog verá um texto brilhante.


Um blog sobre tudo, nada ou o que me der na telha. Volátil.

Twitter